19 3871 0546 / 3869 5654
casadacriancavalinhos@hiway.com.br

Família Acolhedora

A importância do Serviço de Acolhimento Familiar na cidade

Flávia Montagnero, Secretária Municipal de Assistência Social de Valinhos, destaca a importância do Serviço de Acolhimento Familiar na cidade

Flávia Montagnero, Secretária Municipal de Assistência Social de Valinhos, enfatiza a relevância do Serviço de Acolhimento Familiar na comunidade, ressaltando o compromisso da cidade e dedicação da Casa da Criança e do Adolescente de Valinhos em proporcionar um ambiente acolhedor e seguro para crianças afastadas de seus lares.

Garantia de Direitos e valorização dos integrantes

Montagnero destaca que a convivência familiar é essencial para o desenvolvimento saudável das crianças, e o Serviço de Acolhimento Familiar oferece uma importante rede de apoio para garantir esse direito fundamental. “Em Valinhos, contamos com essa rede de apoio, onde famílias sensibilizadas e comprometidas oferecem uma alternativa para que as crianças afastadas de cuidados parentais tenham garantida a convivência familiar e comunitária”, afirma Montagnero.

A Secretária também enfatiza o papel crucial das famílias acolhedoras na promoção do bem-estar e desenvolvimento das crianças. “As famílias cadastradas neste Serviço desempenham um papel importantíssimo no desenvolvimento dessas crianças, colaborando com a preservação do vínculo e da convivência entre irmãos e parentes”, declara Montagnero.

Casa da Criança – comprometimento e competência

Além disso, Montagnero confirma a significativa contribuição da Casa da Criança, uma instituição que há mais de 30 anos trabalha em prol das crianças e adolescentes de Valinhos. “Falar da Casa da Criança é trazer ao presente todo o passado de construção, trabalho sério, dedicação e comprometimento com a causa. Liderar um serviço como Famílias Acolhedoras é um desafio diário, mas exercido de forma competente pela instituição”, ressalta Montagnero.

 

Convidando a comunidade a se envolver nessa causa vital, Montagnero conclui: “Convido vocês a visitarem o Serviço Família Acolhedora de Valinhos, pois tenho certeza que será uma experiência transformadora”.

O Acolhimento Familiar é realizado pela Casa da Criança e Adolescente de Valinhos, em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social. Os interessados em obter mais informações sobre o Serviço e a capacitação poderão agendar uma consulta informativa. Mais informações entrar em contato por e-mail: familiaccava@gmail.com, telefone (19) 3829-3410, WhatsApp (19) 98367-0113 ou no www.casadacriancaedoadolescente.org.br 

Leia mais

Planejamento da família acolhedora para viagens e retomada das aulas

O retorno às aulas, após o período de férias e feriados, requer planejamento para muitas famílias, especialmente aquelas envolvidas no Serviço de Acolhimento Familiar, desenvolvido pela Casa da Criança e Adolescente de Valinhos. A organização é exemplificada com a preparação cuidadosa da família de Silvia Vieira, integrante dedicada ao programa há nove anos.

Organização das Famílias

Silvia, valinhense engajada, compartilha sua experiência ao lidar com a singularidade de cada criança e adolescente acolhido. Atualmente, está acolhendo três irmãos, crianças com idades entre cinco e dez anos, ao lado de seu marido, estabeleceu um método eficaz para garantir a diversão durante as férias e uma retomada tranquila ao período regular de aulas.

“Viajamos para o Sul de Minas neste Carnaval, imersos na natureza. As crianças adoram, brincam bastante e recarregam as energias para voltar às aulas, mais tranquilas e felizes. Para garantir que tudo saia bem, só conto quase na hora de viajar, porque senão ficam muito ansiosas. Sair com elas para nós é uma honra e um prazer”, compartilha Silvia Vieira.

A equipe multidisciplinar da Família Acolhedora desempenha um papel crucial, capacitando as famílias antes da chegada das crianças e proporcionando suporte contínuo, incluindo assistência para autorizações necessárias e orientação em qualquer eventualidade.

A retomada às aulas também é um momento aguardado. A história desta família ilustra como a organização e a dedicação tornam possível proporcionar momentos de diversão durante as férias e garantir uma reintegração tranquila ao ambiente escolar. Este compromisso reflete o espírito do Acolhimento Familiar, onde o amor, a atenção e o respeito transformam temporários em permanentes.

Silvia destaca a importância do planejamento para a retomada das aulas, ressaltando que a agitação inicial se assemelha à experiência de qualquer família. “Quanto ao início das aulas, é bem agitado. Arrumamos todo o material antes, colocamos nome, elas querem ajudar e participam de tudo. No primeiro dia ficaram bem agitadas, mas logo se tranquilizam. Enfim, o Acolhimento Familiar é ter filhos temporários que nascem do coração. Essa troca de amor, atenção e respeito é especial e permanente em nossas vidas”, enfatiza.

Os interessados em apoiar ou participar do Serviço de Acolhimento Familiar podem agendar uma visita prévia para um atendimento especializado com a equipe. Para mais informações, entre em contato por e-mail: familiaccava@gmail.com, telefone (19) 3829-3410, WhatsApp (19) 98367-0113, ou acesse o site casadacriancaedoadolescente.org.br.

Leia mais

Palestras em empresas sobre prevenção de violência 

Família Acolhedora possui equipe capacitada para aplicar palestras

A Casa da Criança e Adolescente de Valinhos, por meio do Serviço de Acolhimento Familiar, dará início neste mês a um ciclo de palestras gratuitas sobre Prevenção de Violência Doméstica. O objetivo principal é sensibilizar e prevenir esse problema que afeta muitas famílias brasileiras, tendo como principais vítimas crianças, adolescentes e mulheres. Empresas e organizações interessadas podem agendar a aplicação das palestras diretamente com a equipe do Serviço.

As empresas e organizações comerciais planejam ao longo do ano diversas maneiras de manter seus colaboradores informados e atualizados sobre temas que possam impactar a saúde e a segurança, tanto física quanto psicológica, visando evitar acidentes e doenças ocupacionais. As palestras sobre Prevenção de Violência Doméstica podem ser programadas para serem aplicadas durante a SIPAT – Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho, um evento voltado às empresas, com o propósito de abordar temas que sensibilizem e informem os funcionários sobre questões presentes na sociedade que afetam suas vidas.

A equipe do Serviço de Acolhimento em Família Acolhedora informa que tem como objetivo alcançar o maior número possível de pessoas com esta ação, promovendo uma cultura de apoio e intolerância à violência doméstica no município.

“Essa palestra desempenha um papel crucial na sensibilização e prevenção desse tipo de problema que afeta muitas famílias brasileiras. A palestra aborda os diferentes tipos de violência doméstica, suas consequências, sinais de alerta que indicam uma situação de violência e onde buscar ajuda”, explica Silvana Miranda, coordenadora do Serviço de Acolhimento Familiar.

As palestras serão ministradas pela equipe psicossocial e coordenação do Serviço de Acolhimento Familiar, com experiência neste tema.

O ciclo de palestras terá início neste mês, com uma apresentação na empresa valinhense EMBAVI – Empresa Brasileira de Azeite e Vinagre, durante a semana da SIPAT, abordando como prevenir situações de violência nos dias atuais. A instituição informa que para garantir o agendamento, é fundamental que as empresas manifestem seu interesse por meio do email familiaccava@gmail.com.

O Serviço de Acolhimento Familiar é uma iniciativa realizada pela Casa da Criança e Adolescente de Valinhos, em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social. Aqueles interessados em apoiar e participar também podem agendar uma visita prévia para um atendimento especializado com a equipe do Serviço. Para obter mais informações, é possível entrar em contato por e-mail: familiaccava@gmail.com, telefone (19) 3829-3410, WhatsApp (19) 98367-0113, ou acessar o site www.casadacriancaedoadolescente.org.br.

Leia mais

Família Acolhedora faz palestras em escolas de Valinhos

Você também pode solicitar palestras educativas para sua escola

 O Serviço Família Acolhedora realiza palestras educativas em escolas na cidade de Valinhos. O objetivo deste trabalho é divulgar o programa família acolhedora, suas ações e esclarecer dúvidas entre profissionais da educação, pais, crianças e adolescentes. A equipe da Casa da Criança, responsável pelo Serviço Família Acolhedora de Valinhos, atendeu ao convite do Colégio Rinnovare e participou do evento “Protagonista da sua própria história de vida,” inaugurando a temporada de palestras deste semestre, com um conteúdo personalizado.

Para Karen Cristina Costa Battaglin, psicóloga do Serviço Família Acolhedora, levar a realidade de outras famílias às escolas é fundamental para promover uma sociedade mais consciente e atuante. Ela afirma: “Nós apresentamos às crianças desta escola uma visão geral do programa Família Acolhedora, explicando sua finalidade e como alguém pode se tornar parte dele. Os temas são essenciais, incluindo ações educacionais preventivas e estratégias para empoderar as crianças. Utilizamos uma abordagem lúdica e uma linguagem acessível, e as crianças interagiram e demonstraram compreender o conteúdo transmitido. Frases como: ‘Se minha mãe for uma família acolhedora, vou ter um amiguinho em casa para brincar,’ ou ‘A criança vai ficar por um tempo na minha casa e depois terá a sua própria’ até uma analogia do família acolhedora com a frase dita por Pelé quando fez o seu milésimo gol,  ‘Ele sendo um ícone dos esportes poderia ter lembrado nesta ocasião de seu filho, sua mãe, sua esposa mas se lembrou das crianças pobres, vulneráveis e disse para o povo brasileiro ajudar as crianças necessitadas, foram expressões resultantes desse diálogo.”

O evento realizado no Colégio Rinnovare proporcionou uma plataforma para a discussão de diversos temas relevantes à sociedade. A coordenadora pedagógica, Roselane Domingos, relatou que o evento atraiu alunos com idades entre 6 e 12 anos, acompanhados por seus professores. A apresentação abordou a realidade das Famílias Acolhedoras, seus membros e os profissionais envolvidos em todas as etapas do programa.

“Desenvolvemos o projeto ‘Protagonista da sua própria história de vida’ com o propósito de apresentar às crianças diversas profissões e a atuação na sociedade, estimulando uma reflexão sobre seus próprios valores e projetos de vida. As crianças absorveram completamente o conceito de Família Acolhedora. A equipe utilizou uma linguagem apropriada ao público, e nossos alunos aproveitaram a oportunidade para fazer perguntas pertinentes, integrando suas próprias famílias ao contexto de apoio e colaboração para um mundo melhor. Recomendo amplamente essa experiência a outras escolas e empresas, pois enriquece as relações e o trabalho pedagógico. Além disso, observamos um impacto positivo no desenvolvimento das habilidades socioemocionais dos alunos, e até mesmo nossos colaboradores foram impactados de forma positiva. Todos se engajaram mais na busca pelo autodesenvolvimento, aspirando a se tornarem melhores indivíduos, profissionais, professores e cidadãos. Este processo, sem dúvida, beneficia a todos.”

O Acolhimento Familiar é realizado pela Casa da Criança e Adolescente de Valinhos, em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social. Os interessados em participar podem se inscrever no site e agendar uma visita prévia para um atendimento especializado com a equipe do Serviço. Para obter mais informações, é possível entrar em contato por e-mail: familiaccava@gmail.com, telefone (19) 3829-3410, WhatsApp (19) 98367-0113, ou acessar o site www.casadacriancaedoadolescente.org.br.

Leia mais

Dia dos Pais no Acolhimento Familiar

Como comemorar estas datas com as crianças que não vivem com suas famílias?

 Datas comemorativas, como o Dia dos Pais, ganham destaque nas celebrações do Serviço de Acolhimento Familiar e entre as famílias acolhedoras. Estas ocasiões, assim como outras datas festivas, representam tradições arraigadas no tecido social da nossa comunidade. No entanto, surge uma indagação relevante: como brindar essas ocasiões com as crianças que, por medida protetiva, foram afastadas de suas famílias e agora compartilham suas vidas com novas famílias?

O Serviço de Acolhimento Familiar da Casa da Criança e do Adolescente de Valinhos, em colaboração com a Secretaria de Assistência Social, comemora o Dia dos Pais junto às famílias acolhedoras, dado que elas assumem o papel de referência para essas crianças, que hoje vivem sob seus cuidados. Importante é lembrar que os membros ativos nas Famílias Acolhedoras não são reconhecidos pelas crianças como pais, mas sim como “tios” e “tias”. Essa distinção é crucial, pois o serviço tem o compromisso de fomentar a convivência no âmbito familiar e comunitário das crianças e adolescentes neste tipo de acolhimento. Nesse contexto, semanalmente, as crianças e adolescentes que estão em famílias acolhedoras recebem visitas de seus pais e familiares, visando manter os vínculos familiares e comunitários, uma vez que o objetivo do Serviço é o retorno das crianças para suas famílias de origem e ou extensa. (avós, tios, irmãos), exceto quando circunstâncias adversas, respaldadas pela Vara da Infância e Juventude, impeçam tal retorno.

A coordenadora do Serviço, Silvana Miranda, destaca que acolher não se traduz em adoção, e sim na prestação de um ambiente temporário para crianças e adolescentes. “O propósito do Serviço é facilitar o retorno desses indivíduos às suas famílias de origem. No tocante ao Dia dos Pais, cada família acolhedora tem a liberdade de celebrar a data de acordo com suas próprias tradições e costumes. Para a criança ou adolescente acolhido, o cerne reside na construção de uma imagem positiva da figura paterna. Nesse contexto, a equipe técnica orienta os pais acolhedores a serem, durante o período de convivência, as referências paternas, mas é crucial reconhecer que os acolhidos têm suas próprias famílias de origem, para as quais o retorno é almejado assim que viável. Em situações em que o retorno não é viável para as famílias de origem ou extensas (como avós, tios e irmãos), o passo seguinte seria a colocação em uma família substituta, que não corresponderia à família acolhedora.”

Nesse cenário, o Serviço de Acolhimento Familiar de Valinhos testemunhou um aumento significativo de 70% no número de famílias acolhedoras nos últimos cinco anos, com 65% das crianças e adolescentes acolhidos alcançando o retorno às suas famílias de origem ou famílias extensas. Estes dados ilustram um trabalho de excepcional qualidade empreendido pelas famílias acolhedoras em colaboração com a equipe do Serviço.

A vivência de Renato José Barbati como Família Acolhedora reforça a relevância desse empenho. Ao receber duas meninas, em períodos e idades distintos, Renato desempenhou um papel crucial. No mais recente caso, uma criança que permaneceu três anos sob os cuidados da família acolhedora, tendo Renato como figura paterna, enviou uma mensagem de felicitações pelo Dia dos Pais ao pai adotivo. Surpreendentemente, o pai adotivo agradeceu a Renato pelos cuidados durante o período de acolhimento, acrescentando que está sendo uma transição tranquila ser pai dessa criança, graças à preparação e acolhimento proporcionados pela família anterior.

A narrativa do Serviço de Acolhimento Familiar destaca a complexidade e a dedicação envolvidas na criação de um ambiente acolhedor para crianças e adolescentes, enquanto se trabalha para fortalecer os vínculos familiares e comunitários e prepará-los para um eventual retorno às suas famílias de origem ou a uma nova família substituta.

O Acolhimento Familiar é realizado pela Casa da Criança e Adolescente de Valinhos, em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social. Os interessados em participar podem se inscrever no site e agendar uma visita prévia para um atendimento especializado com a equipe do Serviço. Para obter mais informações, é possível entrar em contato por e-mail: familiaccava@gmail.com, telefone (19) 3829-3410, WhatsApp (19) 98367-0113.

Leia mais

Família Acolhedora explica a construção de vínculos afetivos seguros

Impactos positivos na história de vida de acolhidos e da própria família acolhedora

 Na cidade de Valinhos, existe o Serviço de Acolhimento Familiar, voltado especificamente para crianças e/ou adolescentes que estejam em situação reconhecida de vulnerabilidade ou risco. Desenvolvido pela Casa da Criança e do Adolescente de Valinhos em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social, as famílias interessadas em participar deste Serviço passam por uma capacitação, e recebem acompanhamento da equipe técnica do serviço para oferecer suporte necessário em todas as etapas. O objetivo é garantir um ambiente de cuidado e proteção, em um lar temporário recebendo atenção individualizada.

Para esclarecer dúvidas comuns sobre os vínculos afetivos e o futuro dos acolhidos e das famílias envolvidas, a psicóloga Karen Cristina Costa Battaglin, do Serviço de Acolhimento Familiar, compartilha informações importantes que podem motivar mais pessoas a conhecer e apoiar essa iniciativa.

Qual a questão mais comum referente a ser um membro da família acolhedora?

A questão mais comum relacionada a ser um membro da família acolhedora é sobre o estabelecimento de vínculos. É destacado que se houver apego, isso significa que tudo está indo bem. A proposta é justamente desenvolver vínculos seguros, baseados no amor e no afeto, que serão fundamentais para a criança e/ou adolescente tanto durante o período de acolhimento como em sua vida futura.

O que significa criar vínculos ou se apegar nesta situação, em Família Acolhedora?

O apego, nesse contexto de família acolhedora, refere-se a um vínculo afetivo ou conexão entre a criança ou adolescente e a figura de cuidado (geralmente um responsável cuidador). Esses laços são baseados nas necessidades de segurança e proteção da criança, que são fundamentais durante a infância. A teoria do apego propõe que as crianças se apegam instintivamente a quem cuida delas, visando à sobrevivência e ao desenvolvimento físico, social e emocional.

Qual o objetivo principal desta atuação?

O objetivo principal da atuação de uma família acolhedora é proporcionar à criança ou adolescente um ambiente seguro e amoroso, que lhes permita se desenvolver, apoiados pela vida em família e comunidade, além de proporcionar ressignificar sua história de vida.

Como acontece a saída do acolhido para uma nova etapa da vida?

Quanto à transição para uma nova etapa da vida, quando a criança acolhida deixa a família acolhedora, são criados vínculos e memórias durante o período de acolhimento. A equipe busca proporcionar um período saudável e seguro em um ambiente familiar. Existe um preparo adequado para o momento em que a criança ou adolescente retornará para a família de origem, família extensa ou família substituta. É normal sentir saudade nesse processo, pois faz parte do relacionamento humano. Quando amamos, sentimos saudade, mas desejamos o melhor para a pessoa. Esse sentimento é amadurecido como parte natural e importante do processo.

Como acontece este preparo e capacitação?

A preparação e a capacitação ocorrem por meio de uma programação estratégica, com encontros que incluem equipe técnica e coordenação do serviço. Nesta capacitação são realizadas dinâmicas, apresentações e trocas de experiências com outras famílias que já atuaram ou estão capacitadas como famílias acolhedoras. Além disso, há um conjunto de informações específicas sobre o Serviço e o apoio contínuo oferecido durante todo o acolhimento. A família acolhedora é preparada para desempenhar um papel importante durante o período em que a criança estiver sob seus cuidados, proporcionando um ambiente seguro, amoroso e estável para seu desenvolvimento. O vínculo construído pode fazer uma diferença significativa no desenvolvimento da criança ou adolescente, além de possivelmente transformar e beneficiar a história da própria família acolhedora.

Oportunidade de capacitação

Em agosto, haverá nova oportunidade para as famílias interessadas conhecerem de perto como funciona o Serviço de Acolhimento Familiar. Após obterem as informações, poderão se inscrever na capacitação, que inclui cinco encontros de duas horas cada. A instituição ressalta que busca por pessoas comprometidas e interessadas em apoiar o futuro de crianças e adolescentes.

O Acolhimento Familiar é realizado pela Casa da Criança e Adolescente de Valinhos, em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social. Os interessados em participar podem se inscrever no site e agendar uma visita prévia para um atendimento especializado com a equipe do Serviço. Para obter mais informações, é possível entrar em contato por e-mail: familiaccava@gmail.com, telefone (19) 3829-3410, WhatsApp (19) 98367-0113 ou acessar o site www.casadacriancaedoadolescente.org.br.

Leia mais

Semana da Família Acolhedora começa no dia 16 de maio

Quatro renomados palestrantes apresentam temas inéditos 

A VII Semana da Família Acolhedora Valinhense, evento oficial no calendário da cidade, será realizado nos dias 16, 18 e 19 de maio de 2023. A edição deste ano comemora os 30 Anos da Casa da Criança e do Adolescente e inclui uma programação inédita com depoimentos de famílias acolhedoras, palestras com renomados profissionais especializados na garantia dos direitos da criança e do adolescente.

Programação

A abertura oficial será no dia 16 de maio, na Sessão Plenária da Câmara Municipal de Valinhos, com a coordenadora do Serviço de Acolhimento Familiar, Silvana Miranda, e contará com depoimento de um casal valinhense, que atua como Família Acolhedora. Na quinta-feira (18), às 8h, no Centro de Artes, Cultura e Comércio (CACC), a população poderá participar da Caminhada da Família Acolhedora, no mesmo dia, na sequência, na Praça São Sebastião, foram programadas apresentações culturais para a conscientização do “18 de maio – Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes”.

O ciclo de palestras será realizado na sexta-feira (19), das 9h30 às 16h30, os temas abordarão o Serviço de Acolhimento Familiar de Valinhos, o Conselho Tutelar e Conselhos de Direitos: Novo olhar para crianças e adolescentes do Brasil, Doutrina da proteção integral e o Serviço de Acolhimento em Família Acolhedora, finalizando com a exposição do tema Famílias de origem e histórias que curam.

Palestrantes

Os quatro destacados palestrantes convidados já confirmaram presença: – Sonia Maria Bonfantti Gonçalves – Assistente social pós-graduada em violência doméstica contra crianças e adolescentes e gestão do Sistema Único da Assistência Social (SUAS), consultora e assessora da SSOMAR para conselhos tutelares, serviços do (SUAS) e rede do Sistema de Garantia de Direitos (SGD), conselhos municipais setoriais, temáticas sobre violência contra crianças e adolescentes. – Lucínio Souza Mesquita Felix – Advogado especialista e pós-graduado em direito de família e processual civil e militante na área de violência doméstica e organizações da sociedade civil. – Adriana Pinheiro – Assistente social, consultora em formação e supervisão para profissionais e membro do observatório da infância e adolescência (OIA), do núcleo de estudos de políticas públicas (NEPP), UNICAMP. – Sara Luvisotto – Assistente social, coordenadora do Serviço de Acolhimento em Família Acolhedora do Instituto Fazendo História.

“É uma grande satisfação poder contar com profissionais competentes e reconhecidos na programação da XII Semana da Família Acolhedora Valinhense, que neste ano está diferente, pois teremos um dia todo de palestras  que abordará temas significativos para a  formação dos profissionais do Sistema de Garantia de Direitos, como também teremos a oportunidade de conhecer mais sobre família acolhedora ouvindo relatos de outros profissionais e famílias acolhedoras num momento de troca de experiências que com certeza será de grande importância para a consolidação e implantação dos serviços de Acolhimento Familiar em novos municípios”, ressalta Silvana Miranda.

O Acolhimento Familiar é realizado pela Casa da Criança e Adolescente de Valinhos, em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social. Os interessados em participar poderão se inscrever AQUI  no link. Para mais informações entrar em contato por e-mail: familiaccava@gmail.com, telefone (19) 3829-3410, WhatsApp (19) 98367-0113.

PROGRAMAÇÃO

VII Semana da Família Acolhedora Valinhense

TERÇA-FEIRA – 16/05

19h – Convite à abertura oficial da VII Semana da Família Acolhedora Valinhense

Local: Tribuna da Câmara Municipal de Valinhos

Apresentação: Serviço de Acolhimento Familiar de Valinhos

Silvana Miranda – Coord. Serviço de Acolhimento Familiar

Depoimento da família acolhedora – Claudinei Paranhos e Tânia Paranhos

QUINTA-FEIRA – 18/05

08h – Caminhada, e apresentações culturais para conscientização do 18 de maio Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes

Local: CACC e Praça São Sebastião

SEXTA-FEIRA – 19/05

Ciclo de Palestras

Local: Plenarinho da câmara municipal de Valinhos

08h30 – Credenciamento

09h00 – Composição da mesa e abertura

09h30 – Tema: Serviço de Acolhimento Familiar de Valinhos

Palestrante: Silvana Mara Miranda – Coord. do Serviço de Acolhimento Familiar de Valinhos

Depoimento de família acolhedora de Valinhos: Tiago e Fabiana Cristina Silva

10h10 – Coffee break

10h30 – Tema: O Conselho Tutelar e Conselhos de Direitos: Novo olhar para crianças e adolescentes do Brasil.

Palestrantes:  Sonia Maria Bonfantti Gonçalves – Assistente social pós-graduada em violência doméstica contra crianças e adolescentes e gestão do SUAS, consultora e assessora da SSOMAR para conselhos tutelares, serviços do SUAS e rede do SGD, conselhos municipais setoriais, temáticas sobre violência contra crianças e adolescentes.

Lucínio Souza Mesquita Felix – Advogado especialista e pós-graduado em direito de família e processual civil e militante na área de violência doméstica e organizações da sociedade civil.

11h30 – Perguntas

12h00 – Encerramento da programação do período da manhã

Início do ciclo de palestras do período da tarde

14h00 – Tema: Doutrina da proteção integral e o Serviço de Acolhimento em Família Acolhedora

Palestrante: Adriana Pinheiro – Assistente social, consultora em formação e supervisão para profissionais e membro do observatório da infância e adolescência (OIA), do núcleo de estudos de políticas públicas (NEPP), UNICAMP.

15h00 – Coffee break

15h15 – Palestra: Famílias de origem e histórias que curam.

Palestrante: Sara Luvisotto – Assistente social, coordenadora do Serviço de Acolhimento em Família Acolhedora do Instituto Fazendo História

16h15 – Perguntas

16h30 – Encerramento

 

Faça AQUI sua inscrição 

Acompanhe nossa programação nas sociais!

 

Mais sobre  o evento:

A Semana da Família Acolhedora é um evento inserido no Calendário de Comemorações Oficiais do Município de Valinhos a partir da Lei 5.429 de 27 de abril de 2017, de autoria dos vereadores Franklin Duarte de Lima e Roberson Costalonga “Salame” e tem por objetivo desenvolver e incentivar ações educativas através de eventos, palestras, seminários, conferências e atividades culturais e de lazer para informar, sensibilizar e conscientizar a comunidade Valinhense sobre: a violência doméstica contra crianças e adolescentes, as diferenças entre acolhimento familiar e adoção, os objetivos do Serviço de Acolhimento Familiar. Bem como o de reconhecer o trabalho desenvolvido pelas famílias acolhedoras e de divulgar o trabalho para a comunidade, para que mais pessoas tenham conhecimento, esclarecimento e participem do Serviço.

Leia mais

Semana da Família Acolhedora de Valinhos 

Evento oficial da cidade “Semana da Família Acolhedora Valinhense” 

 

Venha comemorar com a gente a VII Semana da Família Acolhedora Valinhense dias 16, 18 e 19 de maio. Participe dos encontros e conheça mais sobre o Acolhimento Familiar realizado pela Casa da Criança e Adolescente, em parceria com a secretaria Municipal de Assistência Social de Valinhos.

 

PROGRAMAÇÃO

16/05 – 19h00 – Convite à abertura oficial da VII Semana da Família Acolhedora Valinhense
Palestra 2: O Conselho Tutelar e Conselhos de Direitos: Novo olhar para crianças e adolescentes do Brasil.por Sonia Maria Bonfantti Gonçalves eLucínio Souza Mesquita Felix
Palestra 3: Doutrina da proteção integral e o Serviço de Acolhimento em Família Acolhedora por Adriana Pinheiro

 

INSCRIÇÕES

Clique aqui e faça a sua inscrição neste link!  

Evento gratuito!

Acompanhe nossa programação em nossas redes sociais!

Leia mais

Família Acolhedora e os desafios do Serviço Social Oportunidade de ressignificar vidas

24 horas de atuação e apoio integral

 Com plantão 24 horas por dia, todos os dias do ano, o Serviço de Acolhimento Familiar oferece apoio integral aos envolvidos. A já reconhecida equipe técnica do Serviço reúne profissionais que atuam na coordenação, na psicologia e neste ano apresenta um novo assistente social. José Alexandre de Toledo chega com uma extensa experiência na garantia de direitos de crianças e adolescentes.

Há 04 anos o serviço é coordenado por Silvana Mara Miranda. A área de psicologia segue sob responsabilidade de Laísla Gaspar de Souza e agora com o novo assistente social a equipe seguirá com a responsabilidade em atuar em um dos serviços essenciais desenvolvidos pela Casa da Criança e do Adolescente de Valinhos, em parceria com a Secretaria de Assistência Social.

José Alexandre tem vasto conhecimento, sendo mais de 20 anos de atuação, oito destes diretamente com a alta complexidade, nos serviços de acolhimento Abrigo e República. Morador de Campinas, o novo Assistente Social explica que o trabalho é intenso e gratificante na proteção direitos da criança e adolescente, como prevê o Estatuto da Criança e Adolescente (ECA).

“A responsabilidade é grande e exige não apenas conhecimento técnico, mas comprometimento ético em relação as informações colhidas da família e sua história de vida. É motivador ver os resultados já apresentados pela equipe. Estamos focados em nossas metas, as quais juntos devemos alcançar ampliando assim o número de famílias acolhedoras, oportunizando quando necessário o acolhimento de crianças e adolescentes nestas famílias”.

A Instituição informa que o Acolhimento Familiar de Valinhos atua em todas as etapas previstas no serviço, desde a divulgação para que a informação correta chegue aos moradores do município e despertem o interesse em acolher e apoiar temporariamente crianças e adolescentes. O atendimento às famílias acolhedoras funciona 24 horas, para que elas possam exprimir suas expectativas, ter o suporte e apoio necessário para as demandas apresentadas pelas crianças e adolescentes durante o período de acolhimento.

Conforme esclarece a coordenação da Família Acolhedora, a psicóloga e o assistente social são os responsáveis pela realização de entrevistas e atendimentos com as famílias acolhedoras, famílias extensas (parentes) e famílias de origem (pais). Estes trabalhos, sob a coordenação de Silvana Miranda, podem ocorrer mesmo após o desacolhimento da criança e adolescente por até seis meses.

“Estar em uma família acolhedora pode ser um fator que contribuirá na formação do caráter e da personalidade da criança e adolescente de uma maneira positiva em seu desenvolvimento. Será a oportunidade da criança e do adolescente ressignificar sua vida”, conclui Toledo.

O Acolhimento Familiar é realizado pela Casa da Criança e Adolescente de Valinhos, em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social. Os interessados em obter mais informações sobre o Serviço e a capacitação poderão agendar uma consulta informativa. Mais informações entrar em contato por e-mail: familiaccava@gmail.com, telefone (19) 3829-3410, WhatsApp (19) 98367-0113 ou aqui no site www.casadacriancaedoadolescente.org.br 

Leia mais

Família Acolhedora com informações na hora do almoço

Restaurantes apoiam a divulgação do Serviço de Acolhimento Familiar de Valinhos

Enquanto as pessoas almoçam poderão conhecer mais sobre o que é ser uma Família Acolhedora. O Serviço de Acolhimento Familiar realizou parcerias com mais de 13 restaurantes de Valinhos que incluíram nas mesas e nas bandejas uma toalha de papel com informações criativas sobre o serviço.

Entre as informações presentes nestas toalhas constam perguntas e respostas diretas para explicar aos clientes dos restaurantes como funciona o Acolhimento Familiar. Há perguntas como: O que é uma Família Acolhedora? O que não é?, e também, quem pode ser uma Família Acolhedora?

Para Silvana Miranda, coordenadora do Serviço de Acolhimento Familiar, realizado pela Casa da Criança e do Adolescente de Valinhos em parceria com a Secretaria de Assistência Social, esta ação e parcerias têm por objetivo aproximar o público da atuação, e viabilizar o acolhimento a quem mais precisa.

“A ideia de fazer esta campanha de divulgação nos restaurantes, além de buscar novas famílias acolhedoras, foi também de conscientizar a comunidade valinhense sobre a necessidade de olharmos para as crianças que sofrem violências como sujeitos de direitos, que necessitam de referências positivas para ressignificarem todo sofrimento que lhes foi causado. Este é o papel da família Acolhedora, ser a referência de amor cuidado e proteção que possam  amenizar e curar as dores das diversas rupturas e a ressignificar os traumas das criança acolhidas.”

Fazem parte desta ação os restaurantes: Restaurante Bambuzal, Restaurante da Nona, Restaurante Planalto, Espaço Vibes, Restaurante Independência, Pub e Espetaria, Alternativa Salgados, Restaurante Salomão e Marmitaria, Guava Bistrô, Bolo da Madre, Gravetos Restaurante, Candreva. e Flor Restaurante e Chopperia.

O Acolhimento Familiar é realizado pela Casa da Criança e Adolescente de Valinhos, em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social. Os interessados em obter mais informações sobre o Serviço e a capacitação poderão agendar uma consulta informativa. Mais informações entrar em contato por e-mail: familiaccava@gmail.com, telefone (19) 3829-3410, WhatsApp (19) 98367-0113.

Leia mais