19 3871 0546 / 3869 5654
casadacriancavalinhos@hiway.com.br

janela aberta

Projeto da Casa da Criança é selecionado pelo Fundo Social da Sicredi

Espaço revitalizado com ajuda do recurso será inaugurado no próximo dia 2 de julho

A Casa da Criança e do Adolescente de Valinhos foi selecionada pelo Fundo Social 2022 da Sicredi Iguaçu PR/SC/SP, que destina parte dos resultados da Cooperativa para projetos nas áreas de cultura, esporte, educação, meio ambiente, saúde e segurança. A instituição será beneficiada com a revitalização completa da quadra poliesportiva que atenderá centenas de crianças inscritas nos projetos desenvolvidos pela Casa.

Para a seleção dos projetos foram considerados alguns critérios como: maior número de pessoas impactadas; maior temporalidade dos benefícios gerados; maior benefício social à comunidade; maior abrangência local; êxito em projetos similares já realizados; aprovação da prestação de contas, caso a entidade já tenha sido contemplada em exercícios sociais anteriores com recursos do Fundo Social. Conforme dados da inscrição, serão beneficiadas aproximadamente 250 crianças e adolescentes com o projeto, que utilizam a quadra esportiva.

“A Casa da Criança e do Adolescente de Valinhos inscreveu seu projeto conforme prazos estipulados. Era associada da Cooperativa Sicredi Iguaçu e cumpria todos os demais requisitos constantes no Regulamento do Fundo Social. É uma entidade representativa. O projeto tem impacto social e vai beneficiar várias pessoas, por isso teve seu projeto contemplado este ano”, explica a Assessora de Desenvolvimento do Cooperativismo da Sicredi Iguaçu PR/SC/SP, Letycia Fossatti Testa.

Para a Casa da Criança, a escolha do projeto pela Sicredi representa um importante ganho para a comunidade. “A quadra é uma das áreas mais utilizadas na instituição, onde são realizadas diversas atividades recreativas, oficinas esportivas e sociais com eventos e comemorações junto à nossa comunidade e inscritos nos projetos. Este espaço reformado representa um grande ganho para a instituição e todos os envolvidos. A inauguração da quadra está agendada para o dia 2 de julho, quando receberemos os inscritos do Projeto Janela Aberta e suas famílias na Festa Julina”, confirma Lidiane Recco, coordenadora do Projeto Janela Aberta.

Participaram da seleção entidades públicas e privadas, sem fins lucrativos, estabelecidas nos municípios da área de atuação da Cooperativa e associadas ao Sicredi, que realizam projetos com algum dos seguintes fins: educação, cultura, esportes, saúde, meio ambiente, segurança, e inclusão social. 

Clique aqui e acompanhe a emoção na apresentação do espaço as crianças inscritas no Projeto Janela Aberta.

Leia mais

Janela Aberta ganha novas oficinas para os inscritos

Artesanato sustentável e aulas de inglês são as principais novidades

 

Novas oficinas foram incluídas nas atividades do Projeto Janela Aberta, da Casa da Criança e do Adolescente de Valinhos. A instituição informa que o objetivo é retomar as atividades presenciais para a comunidade com inovação, maior interação e apoio à autonomia dos inscritos. Neste ano as novidades ficam por conta das oficinas semanais de artesanato sustentável e inglês para adolescente a partir dos 13 anos.

Contando com o talento das artesãs voluntárias do Grupo Margaridas, os inscritos no Janela Aberta receberão aulas às terças-feiras, das 14h às 15h30. As aulas serão práticas, planejadas por módulos para incluir os diversos tipos de artesanato. Serão empregados materiais que já tiveram algum uso na sociedade, como lãs, tecidos, plásticos, papéis, e seguem em bom estado para a produção de novas peças criativas e úteis.

As oficinas de inglês serão ministradas às sextas-feiras, das 9h às 10h. A professora voluntária, que iniciará as aulas, tem formação especifica na língua inglesa e dez anos de experiência como docente em diversas escolas de idiomas da região de Campinas. A expectativa é atender gratuitamente cerca de 10 adolescentes por turma.

Para Anita de Freitas Araujo, professora de inglês, voluntária da instituição desde 2015, dar oportunidade de ampliar o contato com a língua inglesa significa abrir novos horizontes aos alunos. “O contato com uma língua nova oferece melhores oportunidades na vida das pessoas. A perspectiva de conhecer outro idioma, com novas culturas, certamente oportuniza visualizar novos horizontes, um mundo novo. O conhecimento e o contato com diferentes realidades, a interação com outras pessoas geram crescimento pessoal e profissional também. Trabalhar a comunicação além do que já conhecemos é abrir portas para um futuro melhor”

A instituição viabilizou as novas oficinas em parceria com a Casa do Caminho, em Valinhos, que cedeu o espaço do salão para o desenvolvimento das atividades nos dias de aplicação das aulas. As inscrições devem ser realizadas na Casa da Criança e do Adolescente de Valinhos, na Rua Campos Salles, 2204 – Vila Faustina II.

Para obter mais informações entrar em contato pelo telefone (19) 3869-5654 / 3871-0546 / 3869-5654 ou WhatsApp 19 99576-6257.

Leia mais

PhotoPower chega ao Janela Aberta em janeiro com oficinas de fotografia

Sensibilidade do olhar para incentivar esperança, transformações e realização de sonhos

 

O projeto PhotoPower abre o ano de 2022 com a arte da fotografia para os inscritos nas atividades do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos – Projeto Janela Aberta da Casa da Criança e do Adolescente de Valinhos. As oficinas fotográficas vão apresentar questões sobre a sensibilidade do olhar, conteúdo teórico e prático para produzir as fotografias. Serão 10 encontros, programados para iniciar no dia 24 de janeiro e encerrar no dia 04 de fevereiro, com uma exposição fotográfica e uma apresentação teatral.  

 

As oficinas são desenvolvidas pela Camino, em parceria com a ONG ImageMagica, que já impactou milhares de pessoas em diversas cidades pelo Brasil. O projeto é viabilizado por meio do Programa de Ação Cultural (ProAC/ICMS) da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo e conta com o patrocínio da multinacional Eaton.

 

Nos encontros, com o apoio de dois educadores, crianças e adolescentes terão a oportunidade de produzir registros fotográficos dentro e fora da instituição. A criação de legendas e todo material serão desenvolvidos com base nas reflexões temáticas dirigidas à realidade dos participantes.

 

Para Mariana Dias, analista e educadora do projeto, o objetivo das oficinas é incentivar a esperança, propor transformações e alimentar sonhos.

 

“Por meio das oficinas de fotografia podemos estimular um olhar crítico, uma nova forma de ver o mundo. Vamos propor uma imersão artística e lúdica para entender o universo de cada criança e adolescente, a partir daí, personalizamos a aplicação do projeto. Buscamos alimentar a esperança e os sonhos mais importantes de cada um. Vamos dar suporte também para que possam se encorajar a planejar a realização destes sonhos. Estamos chegando de coração aberto para plantar mais sementes do sonhar e mostrar que podemos nos apoiar para a realização de desejos positivos para a vida”, relata a educadora.  

 

Ao término das oficinas, as crianças receberão o desafio de escrever uma carta para eles mesmos, datada para ser aberta somente no futuro. Toda produção será impressa e transformada em exposição. No dia da formatura, serão entregues as pastinhas com o certificado de participação e as atividades produzidas pelas crianças e adolescentes. Para encerrar, haverá a apresentação da peça teatral a “Princesa dos Caminhos”, que apresenta a reflexão sobre empoderamento feminino a partir de grandes mulheres da história.

 

As atividades do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos são realizadas em parceria com a Secretaria de Assistência Social, da prefeitura de Valinhos. Para apoiar os projetos da Casa da Criança e do Adolescente de Valinhos, ligue 19 3871-0546.

FOTOS: CRÉDITOS – CAMINO e IMM

Leia mais

“Acreditaram no meu filho e isso fez toda diferença”

A família é envolvida nos projetos e atividades da Casa da Criança

 

“Quando a maioria já não acreditava mais no meu filho foi a Casa da Criança que me estendeu as mãos para mudar definitivamente a vida dele e também de toda a família para muito melhor. Deus sabe o quanto chorei e sofri antes de tudo mudar”, explica a mãe, Silvia Candido da Quinta.

Foi com esta declaração espontânea que a Casa da Criança foi reconhecida pela mãe de um dos inscritos no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos do Janela Aberta.

Criando quatro filhos, Silvia conta que o filho de 11 anos realizou importante tratamento médico, passou por algumas escolas e grupos de apoio sem sucesso, pois entendiam que ele não se desenvolveria e também não se adaptaria aos trabalhos educativos propostos. Foi quando recebeu o encaminhamento para inscrever o filho nas atividades do Janela Aberta, da Casa da Criança.

Esperança

Com diagnóstico de Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH), a família já descrente de apoio para o filho, após alguns meses de atividades, de três a cinco vezes na semana, toda família e até mesmo a escola passou a identificar a evolução no desenvolvimento e no comportamento do Daniel.

“A Casa da Criança faz com que os pais também participem do processo de adaptação e evolução dos filhos. Participo de reuniões, atividades e projetos. Ele já fez diversas atividades como informática, artes, futebol, violão, música e até ioga, coisa que eu nunca iria imaginar meu filho fazendo. E mais que isso, os educadores cuidam amorosamente, identificam qual atividade as crianças têm mais afinidade e que poderá contribuir com o desenvolvimento delas. Atualmente, ele praticamente não precisa mais de remédios, só está com muita saudade dos educadores e amigos e, claro, está ansioso para a volta das atividades presenciais. Hoje, até já sonha com seu futuro como desenvolvedor na área de tecnologia e games”, explica a mãe.

Durante a pandemia o acompanhamento semanal é realizado on-line, pelas mídias sociais, telefone, whatsapp e por meio dos projetos com a entrega de kits de atividades, produtos e alimentos para a família.

Leia mais