19 3871 0546 / 3869 5654
casadacriancavalinhos@hiway.com.br

janela aberta

PhotoPower chega ao Janela Aberta em janeiro com oficinas de fotografia

Sensibilidade do olhar para incentivar esperança, transformações e realização de sonhos

 

O projeto PhotoPower abre o ano de 2022 com a arte da fotografia para os inscritos nas atividades do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos – Projeto Janela Aberta da Casa da Criança e do Adolescente de Valinhos. As oficinas fotográficas vão apresentar questões sobre a sensibilidade do olhar, conteúdo teórico e prático para produzir as fotografias. Serão 10 encontros, programados para iniciar no dia 24 de janeiro e encerrar no dia 04 de fevereiro, com uma exposição fotográfica e uma apresentação teatral.  

 

As oficinas são desenvolvidas pela Camino, em parceria com a ONG ImageMagica, que já impactou milhares de pessoas em diversas cidades pelo Brasil. O projeto é viabilizado por meio do Programa de Ação Cultural (ProAC/ICMS) da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo e conta com o patrocínio da multinacional Eaton.

 

Nos encontros, com o apoio de dois educadores, crianças e adolescentes terão a oportunidade de produzir registros fotográficos dentro e fora da instituição. A criação de legendas e todo material serão desenvolvidos com base nas reflexões temáticas dirigidas à realidade dos participantes.

 

Para Mariana Dias, analista e educadora do projeto, o objetivo das oficinas é incentivar a esperança, propor transformações e alimentar sonhos.

 

“Por meio das oficinas de fotografia podemos estimular um olhar crítico, uma nova forma de ver o mundo. Vamos propor uma imersão artística e lúdica para entender o universo de cada criança e adolescente, a partir daí, personalizamos a aplicação do projeto. Buscamos alimentar a esperança e os sonhos mais importantes de cada um. Vamos dar suporte também para que possam se encorajar a planejar a realização destes sonhos. Estamos chegando de coração aberto para plantar mais sementes do sonhar e mostrar que podemos nos apoiar para a realização de desejos positivos para a vida”, relata a educadora.  

 

Ao término das oficinas, as crianças receberão o desafio de escrever uma carta para eles mesmos, datada para ser aberta somente no futuro. Toda produção será impressa e transformada em exposição. No dia da formatura, serão entregues as pastinhas com o certificado de participação e as atividades produzidas pelas crianças e adolescentes. Para encerrar, haverá a apresentação da peça teatral a “Princesa dos Caminhos”, que apresenta a reflexão sobre empoderamento feminino a partir de grandes mulheres da história.

 

As atividades do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos são realizadas em parceria com a Secretaria de Assistência Social, da prefeitura de Valinhos. Para apoiar os projetos da Casa da Criança e do Adolescente de Valinhos, ligue 19 3871-0546.

FOTOS: CRÉDITOS – CAMINO e IMM

Leia mais

“Acreditaram no meu filho e isso fez toda diferença”

A família é envolvida nos projetos e atividades da Casa da Criança

 

“Quando a maioria já não acreditava mais no meu filho foi a Casa da Criança que me estendeu as mãos para mudar definitivamente a vida dele e também de toda a família para muito melhor. Deus sabe o quanto chorei e sofri antes de tudo mudar”, explica a mãe, Silvia Candido da Quinta.

Foi com esta declaração espontânea que a Casa da Criança foi reconhecida pela mãe de um dos inscritos no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos do Janela Aberta.

Criando quatro filhos, Silvia conta que o filho de 11 anos realizou importante tratamento médico, passou por algumas escolas e grupos de apoio sem sucesso, pois entendiam que ele não se desenvolveria e também não se adaptaria aos trabalhos educativos propostos. Foi quando recebeu o encaminhamento para inscrever o filho nas atividades do Janela Aberta, da Casa da Criança.

Esperança

Com diagnóstico de Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH), a família já descrente de apoio para o filho, após alguns meses de atividades, de três a cinco vezes na semana, toda família e até mesmo a escola passou a identificar a evolução no desenvolvimento e no comportamento do Daniel.

“A Casa da Criança faz com que os pais também participem do processo de adaptação e evolução dos filhos. Participo de reuniões, atividades e projetos. Ele já fez diversas atividades como informática, artes, futebol, violão, música e até ioga, coisa que eu nunca iria imaginar meu filho fazendo. E mais que isso, os educadores cuidam amorosamente, identificam qual atividade as crianças têm mais afinidade e que poderá contribuir com o desenvolvimento delas. Atualmente, ele praticamente não precisa mais de remédios, só está com muita saudade dos educadores e amigos e, claro, está ansioso para a volta das atividades presenciais. Hoje, até já sonha com seu futuro como desenvolvedor na área de tecnologia e games”, explica a mãe.

Durante a pandemia o acompanhamento semanal é realizado on-line, pelas mídias sociais, telefone, whatsapp e por meio dos projetos com a entrega de kits de atividades, produtos e alimentos para a família.

Leia mais